A Audi viu-se forçada a suspender a venda das versões equipadas com o motor 2.0 TFSI a gasolina das gamas A4 e A5, assim como dos S4 e S5 na Europa, com vista à homologação de novos consumos.

No caso dos A4 e A5, a introdução de um sistema “mild hybrid”, com um gerador elétrico que assume o papel do tradicional motor de arranque, o que geralmente reduz os consumos, mas neste caso contribuiu para um aumento dos consumos entre 0,2 e 0,3 l/100 km no ciclo NEDC.

Contudo, um porta-voz da marca alemã ressalva que a função híbrida nunca funciona durante o referido ciclo de testes, ao contrário do que sucederá com uma utilização normal: “o cliente sentirá o efeito e o benefício de ter um mild hybrid. É pior em laboratório, mas melhor na estrada”.

Já o S4 e o S5, equipados com um motor 3.0 V6 turbo, foram alvo de uma mudança de software, que tem uma entrega de potência mais intensa no modo Dynamic, contribuiu para o aumento do consumo homologado inicialmente.

A Audi aguarda agora a aprovação do governo alemão para realizar as alterações necessárias nos modelos envolvidos e admite que isso pode levar até dois meses para que aconteça.