Miguel Oliveira (KTM) quer terminar a época de Moto2 em grande. Na chegada a Lisboa, esta segunda feira, o piloto português revelou a vontade de garantir um terceiro triunfo consecutivo na categoria e assim despedir-se da temporada em festa.

"O objetivo é continuar nesta linha de trabalho e se nos levar à vitória ainda melhor. Já realizámos muitos testes em Valência e a mota porta-se muito bem. Gostava de acabar o campeonato em grande, com uma outra vitória", disse no aeroporto de Lisboa.

Oliveira 'levantou o véu' do que espera ser a época de 2018. Segundo o piloto português, será "muito competitiva".

"A moto não é melhor que as outras, mas temos levado muito tempo para afinar, por ser uma mota nova. Não temos nenhuma referência quando chegamos aos circuitos para as afinações e isso é algo que estamos a recolher agora. Para o ano que vem, podermos chegar e pelo menos ser mais consistentes durante os fins de semanas", sublinhou.

O português tem contrato com a KTM Ajo até 2018 e espera prolongar o vínculo com a equipa que tem sido chave para o sucesso do português na categoria intermediária.

"Acreditei muito no projeto todo da KTM desde início, confiei muito na equipa e sabia que o resultado ia chegar, mas não sabia quando. Trabalhámos muito durante toda a época e o trabalho esta a dar os seus frutos. Acho que se continuar nesta linha de trabalho até 2018, farei um bom contrato até 2019. Gostava de fazê-lo com a KTM, mas vamos ver o que o futuro nos reserva", garantiu.

Com a vitória na Malásia, Miguel Oliveira garantiu o terceiro lugar no campeonato Moto2. Franco Morbidelli sagrou-se campeão da categoria.