Miguel Oliveira venceu o GP de Valência de Moto2 em mais uma grande corrida por parte do piloto português que, neste domingo, foi conquistar o primeiro lugar a Franco Morbidelli.

O campeão do mundo liderou a maior parte da Corrida e das boxes iam-lhe mostrado as placas a indicar que tinha Álex Márquez atrás de si. Mas quando o espanhol foi ultrapassado por Miguel Oliveira, o italo-brasileiro sabia que as KTM “iriam chegar”.

“Quando vi o Oliveira, disse oh, oh, vão chegar os problemas. Ele estava mais rápido”, confessou Morbidelli.

Miguel Oliveira contou que o ataque ao primeiro lugar não foi encarado como possível logo desde início: “Só vi que tinha possibilidades quando vi a pista limpa, não foi fácil passar Márquez.”

“Pensei que talvez no fim pudesse apanhá-lo [Morbidellli], mantive-me calmo, estava a forçar, mas não ao máximo, pois não queria cometer erros. Desta vez não fiquei atrás dele e passei-o logo e tentei depois ganhar alguma vantagem”, relatou o piloto da KTM Ajo.

Com três vitórias nas últimas três provas, Miguel Oliveira não cabia em si de contente por este final de época que traz muita esperança para a próxima: “Foi surreal, não tenho palavras para estas últimas três corridas. Estou muito contente pela equipa e estamos muito confiantes para a próxima época.”