O Ferrari F2001 com que Michael Schumacher ganhou o seu último GP do Mónaco e o seu tretracampeonato mundial de Fórmula 1 ao vencer o GP da Hungria foi vendido por 7,5 milhões de dólares (cerca de 6,3 milhões de euros).

O carro vitorioso de 2001, com o chassi #21 (no qual Schumacher venceu três corridas nesse ano) foi vendido num leilão da Sotheby’s, em Nova Iorque, e segundo escreve o «Motorsport.com» tornou-se o monolugar de F1 mais valioso da era moderna.

O valor alcançado ultrapassou em muito o valor inicial estimado de uma venda a rondar os 3,5 milhões de euros. Parte da receita reverterá para a Fundação Keep Fighting de Michael Schumacher.