O conselho dado pelos especialistas de cuidados com a pele para esta altura do ano é a aplicação de creme protetor SPF 50 para proteger a sua pele dos nocivos raios ultravioleta UV. Mas para proteger do sol os painéis de um crossover da Nissan, aplicar creme protetor não é propriamente muito prático… e também não é necessário.

Aproveitando o verão e, consequente, aumento das temperaturas, a Nissan decidiu revelar, pela primeira vez, o quão resistente é a proteção UV aplicada aos seus crossovers como o Qashqai, Juke e X-Trail: uma proteção equivalente a um fator de proteção solar (SPF) 500!

Para começar, as pinturas utilizadas nos modelos crossover são do tipo multicamada, o que desde logo lhes permite resistir às mais elevadas temperaturas em qualquer ponto do globo.

Depois, ao sujeitarem os painéis pintados a um teste de 500 watts por metro quadrado de luz UV (10 vezes a luminosidade UV da luz natural do sol), e sabendo-se que um creme protetor com factor SPF 50 mantém a pele humana segura, os engenheiros da Nissan estão em condições de afirmar que as tintas equivalem a uma proteção SPF 500.

A chave para impedir os crossover da Nissan de descascarem – como a pele sob o sol do verão – é a nova câmara de teste ambiental de 1,6 milhões de euros do fabricante japonês.

Esta nova câmara do Centro Técnico Europeu, em Cranfield (RU), permite recriar, em poucas semanas, muitos anos de exposição UV, através do recurso a lâmpadas de alta tecnologia capazes de emitir 92.000 watts de calor intenso (o equivalente a 2.300 lâmpadas de 40 watt).

Combinado com a elevada temperatura no interior da câmara, o habitáculo alcança uns impressionantes 120 graus Celsius. Para garantir uma durabilidade sem igual no outro extremo do espectro de temperatura, também pode descer para uns arrepiantes 50 graus Celsius negativos.

“Tal como a pele humana, a tinta automóvel pode ser afetada por raios UV intensos que são capazes de decompor a sua estrutura, logo testamos a durabilidade das tintas e proteções para garantir uma qualidade de produto duradoura”, disse Dean Gillett, engenheiro de testes ambientais na Nissan.

Não é só a tinta que é testada com luz UV. Todos os plásticos, tecidos dos bancos e adesivos passam pelo mesmo processo rigoroso de desenvolvimento para garantir que conseguem suportar temperaturas extremas.