Ken Block já prepara o novo vídeo. E precisava de uma máquina à altura do que tem preparado para mostrar. O resultado, no que respeita ao carro – o resto está lançado para o futuro – é o Ford Mustang Hoonicorn V2, um bólide com 1.400 cv de potência, «a coisa mais assustadora» que o piloto norte-amerciano já guiou.

O ponto de partida foi o Ford Mustang de 1965 que Block usou no «Gymkhana 7», com um chassis tubular e um motor atmosférico de 845 cv, caixa sequencial de seis velocidades e tração integral. Pois este Mustang que derretia os pneus Pirelli Trofeo num ápice tornou-se ainda mais espetacular.

O Hoonicorn V2 foi agora dotado de dois turbos (que saem do capot) que aumentam a potência de um motor de 6.7 litros agora alimentado a metanol para uma potência de 1.400 cv.

«Quando digo que esta é a coisa absolutamente mais assustadora que já conduzi não estou a exagerar. DE TODO, conta Block, que arranjou nova forma ainda mais rápida de fazer desaparecer os pneus: «O motor acelera os meus pneus Toyo à destruição tão rapidamente que eu não consigo engrenar as mudanças o suficientemente rápido.» «É uma experiência genuinamente louca conduzir esta coisa. É espetacular», confessa.

Ficamos à espera do novo vídeo cujo parceiro do protagonista já ficamos a conhecer desde a alma de 1.400 cv até à pele cinzenta adornada com as «stars and stripes» características do espírito norte-americano. E que o Hoonicorn V2 até assa Marsmallows...