Estética apaixonante, um logotipo venerado e inspiração na Fórmula 1, para além de 963 cv e uma velocidade máxima de 350 km/h. Imagine tudo isto, mas descapotável. Eis o LaFerrari Aperta (aberta, em italiano, e não Spider comum a outros descapotáveis).

O Aperta tem uma produção limitada a 209 unidades (bem menos que as 499 unidades do LaFerrari). Mas se estava a juntar os cêntimos, esqueça. As 200 já estão vendidas e as outras 9 vão ser usadas pela marca durante 2017 nos eventos comemorativos dos 70 anos da Ferrari.

Além da exclusividade, a grande diferença para a versão fechada é a ausência de tejadilho, substituído por uma capota rígida (hard-top) em fibra de carbono ou uma capota de lona (soft-top).

A Ferrari garante os mesmos níveis de rigidez torcional e coeficiente aerodinâmico, ainda que para isso tenham sido necessárias algumas mudanças estruturais no chassis.

O motor é o mesmo do LaFerrari, ou seja, um motor V12 atmosférico de 800 cv associado a motor elétrico de 163 cv para um valor conjunto de 963 cv, o que se traduz em acelerações dos 0 aos 100 km/h em menos de 3 segundos, dos 0 aos 200 km/h em menos de 7 segundos e uma velocidade máxima de 350 km/h.

As primeiras entregas estão previstas para 2017, apesar de ainda não se saber quanto irá custar cada uma – os últimos rumores apontam para os 3.5 milhões de euros.

Veja ainda:
Lamborghini Centenario Roadster: agora sem teto