O ex-piloto espanhol Ángel Nieto, 13 vezes campeão do mundo de motociclismo, morreu esta quinta-feira, aos 70 anos de idade. Nieto estava internado na Policlínica Nuestra Señora del Rosario, em Ibiza, Espanha, desde 26 de julho, após um acidente rodoviário.

O estado de saúde de Nieto começou a piorar acentuadamente nas últimas horas, depois de um “agravamento súbito”, que levou “à realização de uma craniotomia descompressiva urgente para aliviar a pressão intracraniana”.

Esta tarde surgiu o anúncio menos desejado: Ángel Nieto faleceu.

Nieto venceu seis Campeonatos do Mundo em 50cc (1969, 1970, 1972, 1975, 1976 e 1977) e sete em 125cc (1971, 1972, 1979, 1981, 1982, 1983 e 1984). Ao todo 13, que para ele foram sempre 12+1 por ser supersticioso.

Nascido em Zamora, Nieto ainda chegou a tentar categorias de cilindradas superiores, nomeadamente as 250cc, embora sem resultados relevantes. É o terceiro piloto de sempre com mais vitórias em Grandes Prémios, apenas superado por Giacomo Agostini (122) e Valentino Rossi (115).