A BMW e a Daimler fizeram uma parceria para formar uma “fonte única para os serviços de mobilidade urbana sustentável”.

O acordo de fusão dos serviços de mobilidade das duas companhias está ainda sob exame para posterior aprovação pelas autoridades da concorrência.

O comunicado da BMW refere que ambos os grupos deterão 50 por cento desta «joint-enture» de serviços de mobilidade urbana – onde se incluem, por exemplo, o CarSharing (partilha de veículos) – de mesma forma que frisa que “as duas companhias permanecerão concorrentes nos respetivos modelos centrais de negócio”.

“O propósito desta transação é tornar-se um fornecedor líder dos inovadores serviços de mobilidade. Ambos os fabricantes automóveis apontam a modelar a mobilidade do futuro podendo oferecer aos seus clientes experiências únicas e apoiar os seus parceiros, como são as cidade e comunidades, no atingir da mobilidade urbana sustentável.”

Nesta procura pela melhoria das condições dos utentes e das comunidades no seu todo na qual se inserem, esta fusão entre BMW e Daimler “promoverá a ‘eletromobiliodade’, por exemplo, oferecendo veículos elétricos de CarSharing, bem como acesso a outros serviços de cobrança ou estacionamento, ou como o pedido ou reserva de veículos («on-demand»).

O serviço de carsharing DriveNow da BMW é representado em Portugal pela Via Verde Carsharing, que já anunciou a manutenção da colaboração com a construtora automóvel germânica.

VEJA TAMBÉM: