O governo do Reino Unido vai ter carros autónomos a rodar nas estradas da Grã-Bretanha em 2021.

Esta é uma decisão que vai ser anunciada nesta quarta-feira quando o ministro das Finanças britânico revelar o próximo orçamento durante esta semana, segundo noticia o jornal «The Guardian».

Philip Hammond irá anunciar nova legislação que permitirá a circulação de carros sem condutor na perspetiva de uma evolução tecnológica local que se pretende que suceda ao Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia).

Estas são medidas que, como escreve o jornal inglês, estão a ser bem acolhidas pela indústria automóvel britânica quando ainda há muitas incertezas no setor para o pós-Brexit em 2019.

A Aston Martin, por exemplo, já avançou com a possibilidade de parar a produção devido à incerteza sobre a cerificação dos carros feitos no Reino Unido.

Com a Comissão legislativa a assegurar a moldura legal, o ministro das Finanças britânico aponta a "construir um país preparado para o futuro fazendo do Reino Unido líder da revolução industrial”.

Philip Hammond vai dotar os novos projetos de alta tecnologia com mais mil milhões de libras (cerca de 1,1 mil milhões de euros) – em que 75 milhões (cerca de 84 milhões de euros) serão para inteligência artificial e 100 milhões (cerca de 112 milhões de euros) serão para dinamizar a venda de carros não poluentes.