A nova geração do Audi A6 chegou a tempo de embarcar no comboio para o Salão de Genebra anunciando muita digitalização no seu interior.

Conforto e condução desportiva são o que esta berlina de classe «executiva» traz como cartão de visita na sua oitava geração.

O sistema «MMI touch response» é um dos emblemas de série o novo A6. As novidades na digitalização refletem-se na personalização dos comandos e na forma intuitiva como as funções centrais do carro podem ser postas ao serviço do condutor.

A funcionalidade «drag and drop», os favorito e os atalho são alguns dos exemplo para poder dispor dos 400 parâmetros a personalizar – que podem ser gravados para sete condutores diferentes. Se quiser ligar-se à «nuvem», o «MMI navigation plus» é um extra.

O sistemas de assistência à condução incluem «parking pilot» e «garage pilot», que podem see acioandos com o condutor já for do carro. Mais espaçoso neste interior muito digital, este conforto passa para fora também na suspensão redesenhada, mais ágil, e nas quatro rodas direcionais que complementam a agilidade desta berlina aumentando a estabilidade da condução desportiva que este Audi assume oferecer.

O novo A6 traz duas motorizações já com tecnologia híbrida de série: um a gasolina e outro a diesel. O TFSI 3.0 litros V6 turbo debita 340 cv e com 500 Nm acelera dos 0 aos 100 km/h em 5.1s, com uma velocidade limitada eletronicamente aos 250 km/h. O TDI tem 210 cv de potência e 620 Nm de binário. Ambos têm tração integral quattro.

O Audi A6, como era de esperar, chega também com a nova linguagem no design da marca – como o A8 e o A7 – com a linha de faróis traseiros e a grelha de corpo único à frente.