A Advertising Standards Authority (ASA), Autoridade para a Publicidade do Reino Unido, proibiu um anúncio ao Audi R8. A razão? Um (suposto) apelo à velocidade.

O anúncio exibe um olho em que a pupila dilata e contrai, à medida que a sonoridade do motor V10 de 5,2 litros dá a ideia de um aumento de velocidade. A ASA alega que o conteúdo publicitário em causa vai contra os regulamentos que enquadram a publicidade automóvel, por fazer depender a excitação ao volante da velocidade.

Segundo a “Auto Express”, a decisão surge na sequência de uma reclamação efetuada por um único telespectador, queixando-se de que o anúncio é “irresponsável”.

Para a ASA, o vídeo mostra uma representação irresponsável da velocidade, ao relacioná-la com excitação. Algo inaceitável, segundo o mesmo organismo, à luz da legislação britânica para o sector.

A Audi já reagiu à decisão. Defende que o vídeo não apela à velocidade, até porque foi filmado a velocidades abaixo de 50 km/h. A marca alemã argumenta ainda que o movimento da pupila significa a concentração e o foco nas sensações transmitidas pelo carro, mais do que excitação.

Mais: a Audi defende que o vídeo destina-se, sobretudo, a fazer sobressair elementos do R8, como os discos de travão em cerâmica, motor ou a nova caixa S-tronic, e que o olho exibido no anúncio é apenas e só uma invenção.

Contudo, a ASA garante que não volta atrás na decisão. A entidade britânica sustenta que, na sua opinião, “os espectadores interpretarão as alterações na pupila como uma resposta emocional ao movimento do automóvel, representado também no som que é audível durante o filme”.

Veja o vídeo e diga-nos o que lhe parece: