A nova administração da Caixa Económica Montepio Geral, liderada por José Félix Morgado, pôs em curso um plano de emagrecimento forçado que já tem os primeiros resultados. Até agora, foram dispensados 150 trabalhadores, através de reformas antecipadas, pré-reformas e rescisões por mútuo acordo, mas a meta da administração é chegar aos 200 trabalhadores, até ao final do primeiro semestre. Em dezembro do ano passado, a Caixa Económica Montepio Geral tinha 3870 funcionários.

Grande parte destes funcionários considerados excedentários são o resultado de uma política agressiva de encerramento de balcões. O plano de Félix Morgado aponta para o encerramento de 100 balcões no primeiro semestre e até agora, segundo apurou a TVI, já foram fechados 89 balcões. Fonte do banco admite, no entanto, que poderão abrir novos balcões em localidades onde o banco não está ainda presente.

A TVI sabe que o presidente do Montepio já teve várias reuniões com os sindicatos dos bancários e que uma das preocupações é tentar assegurar aos funcionários dispensados o acesso aos serviços de saúde dos bancários (SAMS). Numa nota, o Sindicato dos Quadros Técnicos Bancários confirma as reuniões e refere  ter transmitido à administração do banco mutualista “a preocupação pela redução do número dos postos de trabalho, defendendo a salvaguarda total das condições de trabalho e dos direitos dos trabalhadores”.

“Além disso, o SNQTB salientou que não aceitará qualquer forma de pressão no processo negocial com vista à cessação dos contratos de trabalho. “ acrescenta o comunidado.

Montepio Crédito à venda

O plano de reestruturação em curso no Montepio passa também pela venda de vários ativos, entre os quais ativos imobiliários e participações do banco. Foi o caso da participação da Montepio Seguros, vendida na totalidade à associação mutualista, e agora da sociedade Montepio Crédito.

A TVI sabe que estão em curso negociações com o fundo de investimento britânico Cabot Square Capital e, apesar de fonte oficial dizer que há vários interessados, a TVI teve acesso a uma carta da administração que comunica a este fundo que foi selecionado “ como o oferente preferencial na próxima fase do processo de transação “ de 100% da Montepio Crédito, a sociedade especializada em crédito de viaturas e equipamentos  que, no ano passado, gerou lucros de 8,9 milhões de euros.  

A Cabot Square Capital é um fundo de investimento britânico criado em 1996 e que está também a negociar com o Millennium BCP a aquisição do activo Bank.

Prejuízos no primeiro trimestre

O Banco Montepio prepara-se para apresentar resultados na próxima semana, e ao que a TVI apurou, o banco registou prejuízos no primeiro trimestre, o que compara com lucros de 10 milhões de euros, no primeiro trimestre do ano passado.

No entanto, fonte oficial garante que os números ainda não estão fechados e auditados e que representam, de qualquer forma, uma melhoria face aos números do final do ano passado, quando o Montepio registou prejuízos de 243,4 milhões de euros.