A economia alemã, a maior da Europa, registou, no segundo trimestre, um crescimento superior às expectativas, de 0,7%, revelam dados oficiais divulgados esta quarta-feira.

Entre abril e junho, os «impulsos positivos tiveram sobretudo origem doméstica», refere o Gabinete Federal de Estatísticas (Destatis) alemão em comunicado, salientando um aumento do consumo interno, do investimento público e do comércio externo.

Os analistas previam um crescimento económico de 0,5 % no segundo trimestre, depois de uma estagnação da economia alemã nos três primeiros meses do ano.

Já a economia francesa saiu da recessão ao registar um crescimento inesperado de 0,5 % no segundo trimestre.

O crescimento do Produto Interno Bruto francês é atribuído à retoma do consumo interno.