A bolsa em Lisboa já recuperou das perdas que sofreu durante grande parte da sessão desta manhã, acompanhando a tendência das restantes praças europeias que registam ganhos entre o 0,6% e os 3%.

Os resultados mantêm-se optimistas, apesar do Fundo Monetário Internacional a ter dito que o mundo vive uma grande recessão e que o crescimento económico mundial pode ser negativo este ano.

Na praça nacional, a liderar os ganhos está a Sonaecom a trepar 3,7% com as acções a valerem 1,16 euros, depois da empresa ter registado lucros de 5 milhões de euros e de ter revelado que vai criar mais postos de trabalho.

Destaque ainda para a banca: O BCP começa a recuperar das perdas destas últimas sessões a ganhar quase 2,7% com as acções a valerem 59 cêntimos; o BPI segue a valorizar 3,8%.

Uma tendência seguida pelos restantes títulos do sector, que registam ganhos acima dos 5%.

A contrariar este optimismo está o sector energético, com a REN a cair 0,68%, apesar de a Galp Energia ter recuperado das perdas do início de sessão, assim como a EDP Renováveis que segue a valorizar.

Uma casa de investimento revelou hoje que as acções da Galp Energia poderiam caminhar para os 20 euros com a exploração dos poços de petróleo no Brasil e com os altos preços do petróleo praticados nos mercados internacionais.

A registar as maiores perdas está a PT Telecom, que segue a derrapar 1,7% com as acções a valerem 5,8 euros.

Nos Estados Unidos, os mercados dos futuros apontam para uma abertura em alta, depois de terem encerrado sessão a perder.