A economia da zona euro desacelerou em junho pelo segundo mês consecutivo, anunciou hoje a empresa de serviços de informação financeira Markit.

O índice PMI (Purchasing Managers Index) composto da zona euro atingiu 52,8 pontos em junho, contra 53,5 em maio, o valor mais baixo dos últimos seis meses, mas acima dos 50 pontos pelo 12.º mês consecutivo, segundo a Markit.

Um índice PMI inferior a 50 pontos significa contração, enquanto um superior indica expansão da atividade.

Este índice inclui tanto a produção da indústria transformadora como a atividade comercial do setor dos serviços.

Apesar da desaceleração, a produção da indústria transformadora aumentou ao mesmo ritmo que a atividade do setor serviços, ainda que em ambos os casos os ritmos de crescimento se tenham travado.

O economista-chefe da Markit, Chris Williamson, sublinhou que o PMI de junho pôs fim ao trimestre mais sólido dos últimos três anos.

Williamson considerou «preocupante» o recuo do índice pelo segundo mês consecutivo, já que vem demonstrar que «a recuperação da zona euro está a perder força».

Na opinião do responsável da Markit, espera-se que as recentes medidas de estímulo do Banco Central Europeu (BCE) ajudem a reanimar o crescimento.

Williamson sublinhou que «a maior preocupação» resulta das tendências divergentes da zona euro.