O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse hoje que o impasse orçamental nos Estados Unidos pode ser um risco não só para aquele país, mas também para todo o mundo.

«A paralisia, a prolongar-se, representa um risco. Por agora, a impressão é de que não vai acontecer», afirmou Draghi em Paris, onde hoje decorreu a reunião mensal do Conselho de Governadores do BCE.

Segundo Mario Draghi, tal cenário representaria «um risco para a economia dos Estados Unidos e para a mundial».