A deputada do Bloco de Esquerda (BE) Mariana Aiveca disse este sábado que a política da troika permanece, mesmo depois do programa de resgate, motivo pelo qual continuam portugueses a manifestar-se contra um Governo «fora da lei».

«O que sabemos é que depois da troika se mantêm as mesmas políticas e há políticas de mais troika. Portanto, o país não está melhor. São essas pessoas que hoje saem à rua a dizer que estão pior e que querem contribuir para melhorar», declarou a bloquista aos jornalistas no arranque da manifestação desta tarde em Lisboa convocada pela CGTP-IN.

O Governo, advoga Mariana Aiveca, «tem coabitado mal com o cumprimento da constituição» e tem atuado «fora da lei».

«Por oito vezes o TC declarou inconstitucionais as leis que o Governo faz», reforçou a deputada do Bloco, antes de arrancar a caminhada em direção ao Rossio.

Alguns milhares de trabalhadores desfilam esta tarde pelas ruas da baixa lisboeta para exigir a demissão do Governo, correspondendo à chamada feita pela central sindical CGTP-IN, liderada por Arménio Carlos.

«Sem contratação, não há democracia», é uma das principais palavras de ordem gritadas pelos manifestantes que se dirigiam para o Rossio cerca das 16:15 em protesto contra as políticas socio-laborais do Governo.

A manifestação, colorida pelas bandeiras sindicais, chama a atenção dos comerciantes, transeuntes e dos turistas que param nos passeios para os ver passar e até fotografar a iniciativa.

Esta manifestação, que decorre este sábado em Lisboa é organizada pela CGTP-IN e tem como lema «Acabar com esta política de direita - Governo Rua! - Por uma política alternativa, de Esquerda e Soberana», depois de já se ter realizada uma manifestação semelhante há uma semana no Porto.