Os preços em Portugal devem ter ficado inalterados em Janeiro, mas a taxa de inflação média deve ter recuado para 2,1 por cento, segundo as previsões dos analistas contactados pela agência Lusa.

Esses especialistas antecipam uma variação mensal do índice de preços do consumidor entre menos 0,1 e mais 0,1 por cento (ver tabela), com o efeito sazonal dos saldos a limitar a subida do índice de preços do consumidor.

Em Janeiro, a queda mensal tinha sido de 0,7 por cento.

A taxa média de inflação em Fevereiro deve ter baixado 0,3 pontos percentuais, para 2,1 por cento, de acordo com a média das previsões dos analistas, e a variação homóloga (face a Fevereiro de 2008) deve ter ficado inalterada nos 0,2 por cento.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga quarta-feira o índice de preços do consumidor de Fevereiro.

Para o conjunto de 2009, as últimas previsões do governo (no orçamento suplementar) apontam para uma taxa de inflação de 1,2 por cento, valor mais elevado do que os 0,7 por cento previstos pelos analistas ouvidos pela Lusa.

Estes analistas também reviram em baixa a sua previsão, já que em Janeiro se encontrava nos 0,9 por cento.

Paula Carvalho, analista do BPI, espera que a partir de Fevereiro os efeitos sazonais normalizem, evoluindo de acordo com os anos anteriores, mas nota que a taxa de inflação homóloga deverá permanecer próxima de zero durante alguns meses, devido à descida dos preços no final de 2008.

Taxas de variação do Índice de Preços do Consumidor de Portugal relativo a Fevereiro:

Mensal Hom Média Ano_09

BCP -0,1% 0,1% 2,1% 0,7%

Montepio 0,1% 0,3% 2,2% 0,2%

BES -0,1% 0,1% 2,1% 0,9%

BPI 0,1% 0,3% 2,1% 1,0%

Média 0,0% 0,2% 2,1% 0,7%