Os filmes "São Jorge", de Marco Martins, e "Ascensão", de Pedro Peralta, e a coprodução lusobrasileira "A cidade onde envelheço", de Marília Rocha, integram em outubro o Festival Internacional de Cinema de Chicago, nos Estados Unidos.

De acordo com a organização, "São Jorge" foi selecionado para a secção "World Cinema", "Ascensão" será exibido no programa de curtas-metragens e "A cidade onde envelheço" a competição de novos realizadores.

A 52.ª edição do Festival de Cinema de Chicago decorrerá de 13 a 27 de outubro.

"São Jorge" é o mais recente filme de Marco Martins, sobre um pugilista, desempregado de longa data, que aceita trabalhar numa empresa de cobranças difíceis, para pagar as suas próprias dívidas e para tentar que a mulher e a filha permaneçam no país.

A personagem Jorge valeu este mês a Nuno Lopes o Prémio Especial de Melhor Ator no festival de cinema de Veneza. O filme terá estreia comercial em Portugal no final deste ano.

"São Jorge" foi rodado nos bairros da Bela Vista (Setúbal) e Jamaica (Seixal), com atores profissionais e não profissionais, e o argumento foi feito por Marco Martins e pelo escritor Ricardo Adolfo.

Além de Nuno Lopes, o filme conta com Mariana Nunes, David Semedo, José Raposo, Jean-Pierre Martins, Ricardo Fernandes, Beatriz Batarda e Gonçalo Waddington.

"Ascensão" foi exibido em Cannes e premiado no IndieLisboa. No filme, com uma sequência de apenas três planos e direção de fotografia de João Ribeiro, Pedro Peralta registou o resgate de um homem que caiu dentro de um poço, no campo, ao nascer do dia.

O realizador filmou o esforço dos camponeses na recuperação do corpo, o silêncio das mulheres que assistem e ainda a mãe que acolhe o filho nos braços.

"A cidade onde envelheço" é uma incursão na ficção de uma realizadora brasileira que trabalha sobretudo no campo do documentário.

Co-produzido pela portuguesa Terratreme e interpretado pelas artistas portuguesas Elisabete Francisca e Francisca Manuel, o filme centra-se em duas mulheres que se reencontram no Brasil. Enquanto uma delas "vive momentos de descoberta e encantamento com o novo país onde deseja se instalar" outra "deseja voltar a Lisboa", lê-se na sinopse.