O sucessor do padre Américo na Obra da Casa do Gaiato

«Padre Carlos» Cruz Santos publica agora crónicas sobre ele