Lula da Silva mantêm-se no primeiro lugar das intenções de voto para as eleições presidenciais de outubro no Brasil, apesar de estar preso.

O líder do PT continua favorito, com 31% das intenções de voto, mais do dobro do candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro, que segue em segundo lugar, com 15%.

Ainda assim, a prisão do ex-presidente do Brasil, diminuiu apoio dos eleitores em seis pontos percentuais

De acordo com a primeira sondagem, realizada após a prisão de Lula, Marina Silva, ex-ministra do ambiente do governo de Lula, conta com 10% das intenções de voto. Já o atual presidente Michel Temer não vai além dos 2%.