O piloto português Miguel Oliveira manifestou esta quarta-feira a ambição de se sagrar campeão mundial de de Moto2 e deixou elogios aos adeptos pelo reconhecimento que tem recebido pelo trabalho que tem realizado e pelos bons resultados que tem conquistado.

O piloto da KTM Ako, que ocupa atualmente o segundo lugar no Campeonato do Mundo de Moto2 a 16 pontos do líder, o italiano Francesco Bagnaia, participou numa ação de sensibilização de técnicas de condução defensiva de motociclos, promovida pela GNR, sublinhando que quer ser reconhecido pelas suas conquistas e não por ser uma figura pública.

“Um futuro campeão do mundo, espero que sim. Vamos fazer por isso”, começou por dizer Miguel Oliveira, preferindo dar ênfase à iniciativa em que participou promovida pela GNR: “Se pudermos hoje salvar uma vida ou evitar um acidente já saímos desta iniciativa muito satisfeitos”.

Recorde-se que a Guarda Nacional Republicana, realizou esta quarta-feira, na Escola da Guarda, em Queluz, uma ação de sensibilização teórico-prática de técnicas de condução defensiva de motociclos e ciclomotores, que contou com a presença de Miguel Oliveira.