“A aparência física pode ser mudada, mas não há duas íris iguais”, afirmou Marios Savvides, responsável pelo projeto, acrescentando que este “é um avanço importante na tecnologia para encontrar crianças desaparecidas, especialmente vítimas de tráfico humano”.


scan

“Estamos a fornecer uma medida biométrica que não pode ser alterada. Uma impressão digital necessita que se toque em algo, mas a câmara funciona a longa distância para encontrar a cara e analisar a íris, em menos de três segundos”.






“A marca de Madeleine McCann é uma das que consegue ser vista a olho nu, mas os nossos scanners vão muito para além disso”.


FOX Newsapp