A economia portuguesa acelerou 0,6% em cadeia no segundo trimestre deste ano. Esta subida ficou a dever-se, principalmente, ao aumento das exportações de bens e serviços, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Face ao período homólogo, o PIB cresceu 0,8%. No segundo trimestre de 2013, o PIB tinha avançado 1,1%, pelo que estes 0,8% de avanço representam agora uma desaceleração.

Ministro: dados do crescimento da economia são «muito positivos»

CDS-PP: Números da economia «devem servir de motivação»

PCP: «Meta do Governo fica inevitavelmente comprometida»>

«O Produto Interno Bruto (PIB) registou, em termos homólogos, um aumento de 0,8% em volume no 2º trimestre de 2014, após a variação de 1,3% observada no 1º trimestre», de acordo com a estimativa rápida das Contas Nacionais Trimestrais.

«Comparativamente com o trimestre anterior, o PIB aumentou 0,6% em termos reais (variação de -0,6% no 1º trimestre), devido principalmente ao aumento das Exportações de Bens e Serviços», destaca a nota do gabinete de estatísticas nacional.

Recorde-se que o Governo português espera um crescimento de 1,2% da economia este ano.

Zona euro estagnada

Já segundo dados do Eurostat, a economia da zona euro registou um crescimento nulo no segundo trimestre, face aos três meses anteriores, e um aumento de 0,7% em termos homólogos.

«Ao longo do segundo trimestre de 2014, o PIB corrigido de variações sazonais ficou estável na zona euro», refere o Eurostat.

No primeiro trimestre, a zona euro tinha registado um crescimento de 0,2% em cadeia e de 0,9% em termos homólogos.