O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional apontou, esta quinta-feira, o turismo como um dos setores que tem tido um papel fundamental na recuperação económica do país. Miguel Poiares Maduro considerou primordial potenciar o desafio da competitividade.

«O turismo tem sido um instrumento e um setor da atividade económica que tem tido um papel fundamental na recuperação económica do país e, sobretudo, na correção dos desequilíbrios externos, que ao longo de muitos anos, diria mesmo muitas décadas, tem sido responsável por graves desequilíbrios na nossa economia e no nosso pais», alegou o ministro, citado pela Lusa.

À entrada para o jantar debate sobre «Portugal 20/20 - Desafios para o Turismo Interno», que decorreu esta quinta-feira em Viseu, Poiares Maduro realçou o contributo do turismo na transformação da economia nacional.

«O turismo contribuiu muito para a transformação da economia portuguesa, que os empresários portugueses têm conseguido fazer. Nesse contexto, o acordo de parceria, o ciclo de fundos europeus Portugal 20/20 que vamos ter nos próximos anos é fundamental para ajudar a potenciar, a promover ainda mais, essa capacidade de transformação da nossa economia numa economia que seja competitiva a nível internacional», referiu.

Na opinião de Poiares Maduro, vencer o desafio da competitividade é fundamental para trazer crescimento económico e inverter a estagnação económica registada ao longo da última década.

«Começámos a inverter esse processo o ano passado e voltamos, finalmente, a convergir com a Europa. Temos uma economia que começa a ter novamente agentes externos e é isso que temos de potenciar e aprofundar», acrescentou.

O representante do Governo sublinhou que o desafio da competitividade tem de estar assente no território, partindo daquilo que nos diferencia enquanto país.

«E aí o turismo é uma das atividades em que mais podemos potenciar aquilo que são os recursos do território: as nossas paisagens naturais, património histórico, a forma até como os portugueses sabem prestar serviços, acolher as pessoas», apontou.

Aos jornalistas disse ainda que, nos últimos três anos, o setor do turismo cresceu sete por cento ao nível da exportação de serviços.

«Começámos também a ter recentemente uma recuperação do turismo interno e isso são elementos muito importantes, fundamentais para sustentar a recuperação económica que o país tem vindo a fazer», concluiu.

O jantar debate sobre «Portugal 20/20 - Desafios para o Turismo Interno» foi o mote de abertura da iniciativa «Vê Portugal - 1º Fórum de Turismo Interno», que decorre em Viseu até sexta-feira.

Organizado pelo Turismo Centro de Portugal, o 1º Fórum de Turismo Interno tem por objetivo promover o debate e a necessária articulação entre Governo, instituições públicas e privadas no que respeita ao mercado interno.