A polícia norte-americana matou mais de duas pessoas por dia este ano, um nível mais elevado do que as típicas contagens federais, revela hoje o diário The Washington Post.

O jornal tem vindo a acompanhar os casos de homicídios perpetrados pela polícia em todo o território dos Estados Unidos, quando os departamentos de polícia locais não são obrigados a apresentar relatórios ao Governo federal, levando as estatísticas nacionais a estarem incompletas ou inacessíveis.

O The Washington Post revela que, desde 01 de janeiro, 385 pessoas foram mortas pela polícia, elevando a taxa a mais de duas pessoas por dia.

O número é muito mais elevado do que os dados revelados pelo Governo federal na última década.

Apesar da maioria dos que foram baleados pela polícia estarem armados com objetos potencialmente letais, como armas ou facas, o jornal descobriu que 16% transportavam apenas um brinquedo ou estavam desarmados.

A reportagem do diário surge numa altura em que os Estados Unidos discutem sobre a que nível a polícia utiliza violência mortal, especialmente nas comunidades negras ou hispânicas.