O líder nacionalista russo Vladimir Zhirinovsky está a apelar aos membros do partido para que sigam um estilo de vida mais saudável, que inclui limitação nas relações sexuais. Zhirinovsky quer impor sexo apenas a uma vez de três em três meses.

Zhirinovsky, conhecido pelas suas propostas bizarras, lançou mais esta depois de os jornalistas lhe perguntarem como tinha passado os feriados de ano novo. «A partir deste ano, estamos a introduzir normas para a atividade sexual: uma vez por trimestre», disse Zhirinovsky, citado pela agência noticiosa russa «RiaNovosti», acrescentando que, durante os feriados não bebeu, fumou ou comeu carne.

«Sob a influência da pornografia e vários filmes frívolos, a geração mais jovem interiorizou uma norma de quanto mais, melhor. (...) Bem: quanto menos, melhor. E só quando há carinho mútuo. Aqui está o padrão: uma vez por trimestre, três ou quatro vezes por ano é suficiente», justificou.

O deputado e colega de partido Sergei Ivanov já veio dizer que Zhirinovsky fez estas declarações em tom de brincadeira e em prol de jornalistas entediados.

Na verdade, trata-se de uma proposta estranha, vinda do mesmo homem que em tempos propôs a poligamia para aumentar a população .