Era suposto ser apenas um treino, mas pelo menos três pessoas ficaram feridas. Um helicóptero russo disparou acidentalmente sobre um local onde estavam algumas pessoas e veículos estacionados, durante um exercício militar. O momento foi registado num vídeo partilhado nas redes sociais.

De acordo com a Reuters, o vídeo foi originalmente publicado pelo website Fontanka. As imagens mostram um helicóptero Ка-52 a aproximar-se e a começar a disparar. No local estão pessoas vestidas com fardas militares, uma carrinha militar e outros veículos.

O vídeo mostra um homem, que está perto da carrinha a militar, a ser “engolido” pela nuvem de cinzas que entretanto se forma. Depois, percebe-se que a pessoa que estava a filmar também acaba por se desequilibrar devido ao impacto.

Segundo o portal Fontanka, o incidente ocorreu na segunda-feira, durante os "exercícios Zapad". A imprensa russa diz que aconteceu no campo militar de Luzhsky, perto de São Petersburgo. Fonte próxima do ministério da Defesa russo, citada pela agência de notícias RBC, disse que três pessoas ficaram feridas, sendo que não há civis entre as vítimas.

Mas a versão oficial do Kremlin é outra. O ministério da Defesa russo informou, através de um comunicado divulgado pela agência Interfax, que houve realmente um incidente durante um exercício de treino pois o sistema de um helicóptero assumiu um alvo de forma acidental. Porém, o governo negou que o incidente tenha causado feridos. 

Atualmente, a Rússia e a Bielorsússia estão a realizar os polémicos "exercícios Zapad”, manobras conjuntas que são levadas a cabo de quatro em quatro anos. Este ano, os exercícios realizam-se na Rússia Ocidental, no enclave russo de Kaliningrado, e na Bielorsússia e serão uma das maiores demonstrações militares de Moscovo desde a Guerra Fria. 

A deslocação de cerca de 13 mil tropas, mas que os analistas internacionais estimam que envolva mais de 100 mil militares, está a ser vista como uma movimentação ofensiva, de preparação para a ocupação de Lituânia, Polónia ou Ucrânia. A Rússia garante que os exercícios são apenas defensivos.