Duas jovens britânicas, a trabalhar como voluntárias numa escola em Zanzibar, uma região semiautónoma da Tânzania, foram atacadas com ácido, quarta-feira à noite. As jovens sofreram ferimentos na cara, peito e costas, confirmaram as autoridades à agência Reuters.

Dois homens, que se deslocavam de moto, atiraram ácido para a cara das jovens ao início da noite. A polícia considera este «um incidente isolado». As jovens foram levadas para o hospital, mas não correm perigo de vida. Devem regressar a casa, no Reino Unido, esta quinta-feira.

Entretanto, as autoridades também lançaram uma caça ao homem para descobrir o responsável pelo ataque. Este tipo de agressão a estrangeiros é inédito na região e a polícia «não sabe o motivo do ataque».