O anúncio foi publicado na revista Elle do Reino Unido e um leitor denunciou o mesmo à ASA, afirmando que a publicidade era irresponsável por usar uma modelo magra demais. 

Ao analisar o anúncio, a ASA considerou que a iluminação destacava o peitoral e as costelas proeminentes e as coxas da modelo eram da mesma largura que os joelhos.

"Por isso, consideramos que a modelo na imagem parece abaixo do peso de forma doentia e concluímos que o anúncio é irresponsável”, afirmou a ASA, acrescentando que a YSL “não concorda com a visão do leitor de que a magreza da modelo não era saudável”.

A autoridade acabou por decidir que a campanha não pode ser publicada enquanto não for refeita e "recomendou que os anunciantes se assegurem que as imagens nos anúncios sejam feitas de forma cuidadosa".