Dois jornalistas do canal CNN foram presos depois de tentarem, sem sucesso, entrar no novo edifício do World Trade Center (WTC), em Nova Iorque, EUA, para fazer uma peça sobre como seria fácil entrar sem ser notado.

Um porta-voz do canal norte-americano confirmou que Connor Boals, 26 anos, e Yon Pomrenze, de 35, estavam no local em trabalho, para realizar uma peça sobre as falhas na segurança do novo edifício, mas «nunca lhes foi pedido que tentassem entrar às escondidas no WTC».

Segundo a agência «Reuters», o par de jornalistas primeiro tentou passar pelos seguranças, mas como não conseguiram, tentaram escalar uma grade perto da entrada. Em ambas as vezes foram travados por agentes.

Os jornalistas ainda tentaram uma terceira entrada, mas foram novamente travados pelos seguranças. Boals e Pomrenze acabaram detidos e acusados de invasão de propriedade privada, obstrução de administração governamental e conduta desordeira.

Os dois jornalistas estavam a tentar confirmar as falhas de segurança do novo WTC, que vai ser inaugurado mais tarde este ano, depois das notícias desta segunda-feira da detenção de quatro homens que conseguiram entrar por um buraco numa grade e saltar de paraquedas do topo do edifício, em setembro. Uns dias antes, também um rapaz de 16 anos, que planeava tirar fotografias da vista do edifício, conseguiu chegar ao último (104º) andar sem ser notado.

As autoridades disseram à «Reuters» que a intenção dos jornalistas era provar que «se um rapaz de 16 anos conseguiu entrar, também eles seriam capazes».

A polícia comentou que o jovem pelo menos, «teve juízo suficiente para entrar às 4 da manhã».