O exército britânico, que considera o engenho “um risco genuíno" para a vida de terceiros, levantou já um muro de segurança, como forma de acautelar uma eventual explosão.

 

As vias junto ao recinto ao desportivo estão parcialmente cortadas e foi estabelecido um perímetro de segurança de 400 metros.

 

O exército pede às pessoas que sigam as indicações da autoridade no que respeita à segurança face à perigosidade do engenho explosivo, que se encontra ativo.

 

“Qualquer bomba, mesmo em ambiente controlado de explosão, pode causar danos significativos e representa um risco genuíno para a vida das pessoas”, alertou um porta-voz dos militares, citado pela BBC.

 

Já em março tinha sido encontrada uma bomba da Segunda Guerra Mundial, desta feita em Bermondsey, no sul de Londres, que foi desativada em segurança.