Os meios de comunicação britânicos divulgaram, nesta quarta-feira, que o suspeito do incidente de terça-feira no Parlamento, que está a ser tratado como terrorismo, é um britânico de 29 anos, de origem sudanesa, chamado Salih Khater.

O suspeito conduziu, na manhã de terça-feira, um Ford Fiesta prateado contra as barreiras de segurança localizadas em frente ao Parlamento britânico, no Palácio de Westminster, em Londres, atropelando peões e ciclistas pelo caminho.

Três pessoas ficaram feridas no ataque, mas nenhuma corre risco de vida.

O homem está sob custódia policial, após a sua prisão na terça-feira por suspeita de ter preparado um ato terrorista.

A Press Association (PA) informou hoje que uma página no Facebook de um homem com o mesmo nome do suspeito indica que este mora em Birmingham, trabalha como gerente de loja e estudou engenharia na Sudan University of Science and Technology.

Os agentes da unidade de antiterrorismo estão a trabalhar para descobrir o motivo por trás do que suspeitam ser o quarto ataque com veículos na Grã-Bretanha em 18 meses.

A polícia britânica realizou nesta manhã três buscas relacionadas com este incidente, uma delas a uma residência em Birmingham, que se acredita ser do suspeito.