Neste supermercado os produtos do dia são atrasados, os descontos são frescos e o prazo de validade não passa de um número na prateleira.

Concebido a pensar nos mais desfavorecidos, este supermercado em Copenhaga, na Dinamarca, abriu, em fevereiro, as portas a todos: a quem tem pouco para gastar e a quem pode mas é contra as toneladas de alimentos que diariamente vão para o lixo, seja por estarem fora de prazo, por terem a embalagem danificada ou estarem mal etiquetados.

Contra o desperdício, surgiu a Wefood, que vende o que os outros rejeitam, com descontos até 50% , mas em condições de segurança para os consumidores.

A Wefood - Folkekirkens Nødhjælp é uma instituição dinamarquesa de caridade que pretende fazer de Copenhaga um caso de sucesso e abrir portas no resto do país.

Na Dinamarca, segundo dados da Wefood, 700 mil toneladas de comida vão parar ao lixo. Comida que está em condições de ser consumida mas que não cumpre as exigências de comercialização.

Todo o trabalho da instituição é voluntário, desde a recolha dos produtos junto das grandes superfícies à venda em loja.

O valor das receitas destina-se a combater a fome nos países mais pobres.