Por esta altura, muitas crianças e pais preparam o regresso às aulas, mas para um jovem indonésio de apenas 12 anos, vai ser um começo diferente.

É que Cendikiawan (Diki) Suryaatmadja foi aceite na Universidade de Waterloo, uma das mais bem cotadas no Canadá, depois de ter obtido excelentes resultados dos testes de admissão.

Diki vai estudar física e ter aulas extra de matemática, química e economia, disse esta segunda-feira a administração da universidade.

Nascido na Indonésia, o novo aluno – o mais jovem da história daquela universidade – aprendeu inglês em seis meses, quando esteve em Singapura, a ver filmes na televisão e a ler artigos.

Estou muito entusiasmado por conhecer os novos alunos e fazer amigos”, afirmou numa entrevista à CBC News.

O rapaz vai viver com o pai num apartamento próximo da universidade.

Diki é o mais recente “pequeno génio” a ingressar na universidade. Recentemente, foi divulgado o caso de Jeremy Shuler, um prodígio dos cálculos que, com 12 anos, foi aceite na universidade de Cornell, em Nova Iorque, uma das melhores do mundo.

O rapaz, nascido e criado no estado do Texas, submeteu-se a testes avançados de matemática e ciências, cujos resultados comprovaram que estava intelectualmente apto para estudar numa instituição onde os alunos têm, pelo menos, mais cinco anos do que ele.