O FBI divulgou esta quarta-feira um vídeo de uma câmara de vigilância que mostra a facilidade com que Aaron Alexis, responsável pelo tiroteio na base naval de Washington, nos Estados Unidos, e que fez 13 mortos, entrou nas instalações.

Esta quarta-feira, o departamento apresentou os resultados da investigação que concluíram que o homem acreditava estar a ser controlado por ondas magnéticas.