O vulcão Villarica, no sul do Chile, entrou em erupção esta terça-feira de madrugada levando as autoridades a decretar um alerta vermelho e a retirar mais de 3.000 pessoas de povoações próximas.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, convocou os ministros do Interior, Defesa e Saúde para uma reunião de emergência para coordenar outras medidas de prevenção.

A erupção do vulcão, situado na região de Araucanía, cerca de 780 quilómetros a sul da capital, envolveu a emissão de lava e pequenas explosões.

Segundo habitantes da zona, o caudal dos rios próximos aumentou visivelmente devido ao degelo da neve que cobria o maciço montanhoso.

Entre as localidades mais afetadas estão pontos de grande afluência turística como Pucón, Villarica, Coñaripe e Panguipulli.