A Ryanair já veio pedir «desculpa» por ter obrigado os passageiros a sair de um avião que viria de Madrid para o Porto, mas que afinal tinha sim como destino Ibiza. A companhia aérea explica que houve «um erro de assistência em escala», no aeroporto de Madrid, e investigar a situação para que não se repita.

«Devido a um erro de assistência na escala em Madrid, os passageiros embarcaram num avião com destino a Ibiza», explicou hoje à Lusa fonte oficial da companhia aérea irlandesa.

Os passageiros do voo da Ryanair FR5484 entre Madrid e Porto foram quarta-feira à noite obrigados a sair do avião pouco antes da descolagem, no aeroporto de Barajas, em Madrid, o que gerou protestos, de acordo com um dos passageiros.

Segundo o relato feito à agência Lusa, a mudança de destino para Ibiza foi comunicada pela tripulação aos passageiros depois de o embarque estar concluído e de já terem sido apresentadas as regras de segurança, quando o avião estava prestes a descolar. Foi dito aos passageiros que a ligação Madrid-Porto seria feita uma hora mais tarde.

«A Ryanair pediu desculpas aos passageiros por este atraso e está a tentar perceber o que se passou para assegurar que não se repita», esclareceu a companhia.

A partida do voo FR5484 de Madrid para o Porto esteve prevista para as 23:30, mas acabou por acontecer apenas perto das 00:00 de Madrid (22:30 e 23:00 em Lisboa, respetivamente).