Volodmyr Groysman é o novo primeiro-ministro ucraniano, escolhido no Parlamento por 257 votos a favor e 50 contra.

Na primeira reação à nomeação, Volodmyr Groysman, disse: “Vou mostrar-vos como é que se governa um país”, cita a Reuters.

O novo chefe do executivo foi eleito por uma margem confortável, já que só necessitava do apoio de 226 deputados. A sua nomeação coincide com a aceitação, por parte dos deputados, do pedido de resignação de Arseny Yatseniuk.

Arseny Yatseniuk  vinha sendo fortemente contestado, acusado de corrupção e incapacidade para implementar reformas.

“Juntos vamos fazer da Ucrânia um sucesso”, afirmou Volodmyr Groysman, político próximo do presidente Petro Poroshenko.

O novo primeiro-ministro tem como desafios, por um lado, a gestão das relações com a União Europeia e, por outro, o conflito com a Rússia, que já leva dois anos.