Um designer criou uma imagem onde Vladimir Putin e Donald Trump se beijam para ilustrar o mural de um restaurante em Vilnius, na Lituânia. A imagem foi partilhada esta quinta-feira na internet e já está a torna-se viral.

A ilustração foi publicada pelo autor, o designer lituano Mindagas Bonanu, no seu site e partilhado nas redes sociais pelo coautor do projeto e dono do restaurante “Keule Ruke”, Dominykas Čečkauskas.

Na origem da ilustração esteve a famosa fotografia do "beijo fraternal" entre o líder soviético Leonid Brezhnev e o presidente da RDA (República Democrática Alemã) Erich Honecker, tirada em 1979 para assinalar os 10 anos da União Soviética. Em 1990, a imagem serviu de inspiração para uma pintura no muro de Berlim,  que dividiu a cidade entre 1961 e 1989. Nessa versão, a imagem aparece legendada: "meu Deus ajuda-me a sobreviver a este amor mortal".

Mas também as analogias entre o perfil dos dois políticos, Putin e Trump, inspiraram a imagem. “Vimos semelhanças entre os dois. Eles têm um ego muito grande e é engraçado ver que se dão tão bem”, disse Čečkauskas a um jornal local.

Vivemos uma espécie de Guerra Fria outra vez, e a América pode ter um presidente que vai querer ter amizades na Rússia”, acrescentou o coautor do projeto.

O presidente russo já deixou clara a sua simpatia pelo candidato republicado às eleições presidenciais norte-americanas. Em dezembro, Vladimir Putin disse que Trump “é um homem muito extravagante, muito talentoso, sem dúvida… É o líder absoluto da corrida presidencial”. E o milionário norte-americano sentiu-se honrado por “ser tão amavelmente elogiado por um homem tão respeitado”.

Imagem expressa medo e insegurança

Para a Lituânia, mas também para outros países da Europa de Leste, antes atrás da Cortina de Ferro, também é preocupante as críticas à NATO do candidato republicano, refere o Business Insider. A aliança é vista como uma garantia de segurança fundamental, especialmente para os pequenos países dos Balcãs, antes sob Moscovo.

O ministro dos Negócios Estrangeiros lituano, Linas Linkevicius, disse no mês passado que o comentário de Trump sobre uma "NATO obsoleta" reflete a visão da Rússia sobre a aliança de defesa ocidental. “Trump afirmou notoriamente que Putin é um líder forte, e que a NATO é obsoleta e cara”, disse à AFP Kestutis Girnius, do Institutito de Relações Internacionais e Ciência Política em Vilnus.

Para o especialista lituano, "o grafíti em Vilnius expressa o medo de algumas pessoas de que Donald Trump possa aproximar-se de Vladimir Putin, mostrando-se indiferente às preocupações de segurança da Lituânia".