O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse, este domingo, que o processo de paz na Ucrânia está a “avançar”, ainda que com problemas.
 
Putin falou depois de uma reunião com a Chanceler alemã, Angela Merkel, que visitou a Rússia este fim-de-semana, a propósito das comemorações dos 70 anos sobre o fim da segunda guerra mundial na Europa.
 
“Tudo indica que o acordo de Minsk está a avançar, ainda que com problemas”, disse Putin, referindo-se ao acordo assinado na capital da Bielorrússia, em fevereiro, que ditou o cessar-fogo entre separatistas e forças do governo ucraniano, ainda que tenha sido violado por várias vezes.

“Com todos os problemas no leste da Ucrânia, [tudo] está pelo menos mais calmo”, acrescentou o líder russo.

 
Como relata a agência Reuters, a Chanceler alemã usou as comemorações do final da segunda guerra na Europa para relembrar que deve ser feito tudo para resolver os conflitos por via diplomática.
 
“A história ensinou-nos que temos de tentar tudo para tentar resolver os conflitos – por muito difícil que possa parecer – pacificamente e por via do diálogo, e isso significa diplomaticamente”, disse Merkel.
 
Lembre-se que a Chanceler e o presidente francês, François Hollande, ajudaram a organizar o acordo que levou ao cessar-fogo. Ainda assim, quase diariamente ambas as partes do conflito registam mortos, que vão acrescentando aos mais de 6000, que já perderam a vida no leste ucraniano desde abril de 2014.