O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, garantiu hoje que a Grécia não pediu ajuda financeira e anunciou um Plano de Ação conjunta entre os dois países para aumentar as trocas comerciais nos próximos dois anos.

Durante uma conferência de imprensa conjunta depois da reunião com o primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, o Presidente russo explicou que a Grécia não pediu qualquer ajuda financeira e acrescentou que ofereceu a possibilidade de Atenas se juntar ao novo gasoduto turco-russo que se deverá construir no Mar Negro para levar o gás russo à Europa.

«A Grécia pode converter-se assim num dos principais centros europeus de distribuição de energia, mas esta é uma decisão soberana que deve ser o Governo grego a adotar», vincou o chefe de Estado russo.