Donald Trump disse, esta sexta-feira, que os elogios de Putin são “uma grande honra”, depois do Presidente russo ter dito que o candidato à presidência dos EUA é “um homem muito talentoso” e o “líder absoluto da corrida presidencial”.

Os dois políticos partilham mais do que a tendência para fazer declarações controversas. Pelos vistos, repartem o mesmo respeito um pelo outro.

Segundo a BBC, depois dos comentários do líder da Rússia, que mostrou o seu apreço pelo multimilionário durante a conferência de imprensa anual do presidente, o candidato disse que estava agradecido por ter sido reconhecido por “um homem tão respeitado no seu país e fora dele”.
 
 

“É sempre uma grande honra ser tão amavelmente elogiado por um homem tão respeitado no seu país e fora dele. Sempre senti que a Rússia e os EUA deveriam trabalhar juntos para derrotar o terrorismo e restaurar a paz mundial, já para não falar no comércio e todos os outros benefícios que derivariam do respeito mútuo”.


Alexander Baunov, um especialista em política russa, disse à AP que os comentários do líder da Rússia se devem à personalidade do multimilionário e às suas propostas de cooperação com Vladimir Putin.
 
“Eu suponho que simpatize com Trump sem o conhecer muito bem em pessoa porque de certeza que o segue muito atentamente, o que faz e o que diz, só por não ser um político ocidental habitual”.