O Presidente russo ofereceu ao primeiro-ministro grego um ícone ortodoxo roubado pelos nazis na Grécia durante a II Guerra Mundial, na visita que Alexis Tsipras fez a Moscovo, revelou esta quinta-feira o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

«O ícone roubado de uma catedral ortodoxa grega pelos nazis foi levado para a Alemanha. O soldado nazi que o levou foi preso em 1945 pelas tropas do Exército Vermelho e entregue às autoridades da Grécia»


O porta-voz de Vladimir Putin destacou que, «em 1947, foi fuzilado na Grécia pelas atrocidades cometidas no país», disse ainda Peskov.

Do encontro, resultou uma solução entre Moscovo e Atenas para ultrapassar os problemas das exportações gregas à Rússia.

Na Rússia, Tsipras afirmou que o objetivo da Grécia é permanecer na zona euro e mostrou-se otimista sobre as possibilidades de um acordo bem sucedido com a União Europeia.

Esta manhã, e dentro do prazo previsto, a  Grécia pagou a dívida de 450 ME ao Fundo Monetário Internacional, o que provocou uma boa reação nos mercados.