O surto de Ébola que atinge a Guiné Conacri já provocou a morte de 72 das 112 pessoas infetadas, revelou esta segunda-feira o chefe do Governo do país, Alpha Condé.

De acordo com a mensagem difundida através da televisão estatal, Condé disse também que a ajuda da comunidade internacional permitiu adotar todas as medidas necessárias para conter o vírus.

As últimas informações permitem ser «otimistas» sobre uma rápida solução para a epidemia, afirmou Condé que dirigiu as condolências aos familiares das 72 pessoas que morreram.