A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou, esta segunda-feira, a Nigéria livre de ébola, 42 dias após o país não registrar nenhum novo caso da doença, informa a agência Reuters. 

«A Nigéria está agora livre de ébola», afirmou o representante da OMS Rui Gama Vaz. «Esta é uma história espetacular de sucesso», acrescentou o mesmo responsável, em conferência de imprensa na capital Abuja. 

Na última quarta-feira, o Ministério da Saúde da Nigéria tinha declarado que não havia mais pessoas infetadas com o vírus mantidas em observação. «Ninguém está sob vigilância pelo vírus ébola em qualquer parte da Nigéria. Todos os que estão sob observação cumpriram o período de 21 dias estipulado pela OMS», disse um porta-voz do ministério.

Desde julho, o surto de ébola na Nigéria matou 12 pessoas em 20 casos, de acordo com números da OMS.


A Organização Mundial da Saúde garantiu, esta segunda-feira, que a epidemia está controlada na Nigéria e no Senegal, embora a situação permaneça crítica na Guiné, na Serra Leoa e na Libéria.