O ministro da Saúde de Moçambique, Alexandre Manguele, disse hoje em Maputo que as autoridades sanitárias moçambicanas estão a seguir dezenas de pessoas que chegaram ao país provenientes da África ocidental, para controlar eventuais casos de ébola.

Manguele apontou as medidas que o Ministério da Saúde de Moçambique está a implementar face ao risco de ébola, quando falava num seminário sobre a epidemia, que se realiza hoje na capital moçambicana.

«Já recebemos no país algumas pessoas que viajaram partindo dessas zonas afetadas. Mais de duas dezenas já desembarcaram no nosso Aeroporto Internacional. Os nossos colegas fizeram entrevistas a essas pessoas, foram identificados os seus locais residências e temos o seu contacto», disse o ministro moçambicano da Saúde.