Os ministérios da Saúde e Administração Interna da Guiné-Bissau difundiram um despacho conjunto que proíbe várias cerimónias públicas e impõe maior controlo da água para consumo, no âmbito do programa de prevenção do Ébola lançado pelo governo.

Assim, fica interdita «a realização de atos que carretam a aglomeração de elevado número de pessoas», tais como o «fanado», cerimónia animista de iniciação na vida adulta, o «toca-tchoro», reunião de familiares e amigos para velar um morto, o «gâmo», ritual de oração islâmico, e «lumos», feiras populares realizadas nas ruas das povoações.

Batizados, piqueniques e outras atividades não especificadas são igualmente proibidas «até comunicação em contrário», de acordo com o despacho datado de 13 de agosto, mas difundido esta segunda-feira em órgãos de comunicação social como a Radiodifusão Nacional (RDN) da Guiné-Bissau.

Por sua vez, os Camarões encerraram as fronteiras com a vizinha Nigéria para prevenir a propagação do surto de Ébola, anunciou o ministro das Comunicações e porta-voz do executivo camaronês.

«Todas as fronteiras (aéreas, terrestres e marítimas) dos Camarões com a Nigéria estão fechadas. Acreditamos que é preferível prevenir que curar», disse Issa Tchiroma Bakary à agência noticiosa francesa AFP.

A decisão visou proteger a população dos riscos de contágio, acrescentou o governante.

OMS cria grupo trabalho com companhias aéreas e agências de viagens

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou a criação de um grupo de trabalho com as companhias aéreas e a indústria de turismo no sentido de unirem esforços para conter a propagação do vírus Ébola.

A agência da Organização das Nações Unidas (ONU) acrescentou estar a trabalhar em conjunto com a Organização de Aviação Civil Internacional, a Organização Mundial do Turismo, o Conselho Internacional de Aeroportos, a Associação Internacional de Transporte Aéreo e o World Travel and Tourism Council.

Fonte da OMS disse à agência France Press (AFP) que a decisão do organismo visa «acompanhar a situação e fornecer informações oportunas para o ramo de viagens e turismo assim como para quem viaja».