Uma prisão na Virgínia, Estados Unidos, proibiu os reclusos de receberem fotografias do exterior depois de os guardas prisionais terem descoberto que algumas imagens tinham sido embebidas em droga.

Os responsáveis do estabelecimento prisional explicaram que as fotografias eram embebidas numa fórmula líquida de Suboxone, um medicamento utilizado por toxicodependentes em tratamento, que os reclusos podiam depois mascar para absorver o conteúdo.

A fórmula é muito difícil de detetar, particularmente através deste processo.

A prisão baniu, por isso, a receção de quaisquer papeis que não sejam brancos (únicos onde é possível detetar um rasto amarelado), como desenhos ou pinturas, e estuda outra forma de fazer chegar as fotografias aos presos.